Cafezinho antes do treino

Cafezinho
Mitos e verdades sobre o uso da cafeína
Este potente estimulante passou recentemente por uma análise científica e vários estudos começaram a ser realizados acerca dos seus efeitos positivos e negativos. A grande pergunta è: qual é a verdade a respeito deste queimador de gordura e energético tão poderoso?
Leia o ártico e descubra agora!
Sucedendo a creatina
Durante 10 anos, desde o dia em que chegou ás lojas de suplementos desportivos, a creatina tem sido maltratada pelos meios informativos dedicados á Saúde, acusada de perigosa e causadora de lesões musculares, entre outras enfermidades.
E hoje em da a duvida quanto ao seu uso é freqüente, principalmente no Brasil, onde ainda é proibida pela ANVISA – Agencia Nacional de Vigilância Sanitária. Acreditamos que a creatina é um suplemento útil para aquelas pessoas que desejam melhorar o desempenho muscular e aumentar a resistência. Por que sabemos, com base em diversos estudos que a creatina é muito efetiva e completamente segura quando ministrada de acordo com suas recomendações.
Mas ser alvo de polemica e duvida não é privilégio da creatina. Pois alguns estudos foram analisados sobre outros suplementos para esclarecimentos de mitos e verdades sobre sua utilização. E a ultima analise refere-se à cafeína. Muita gente considera uma forma de permanecer alerta durante o dia; mas de acordo com alguns artigos, a cafeína pode ser responsável por malefícios. Outros estudos, porém, atestam seus benefícios físicos e mentais. A gora as duvidas poderão ser esclarecidas sobre esta substancia que pode compor um importante suplemento alimentar.
Primeiro: o que é cafeína?
É uma substancia conhecida como remédio psicoativo mais popular no mundo. A cafeína é um alcalóide procedente de certas plantas e atua como poderoso estimulante do sistema nervoso central. Seu efeito básico consiste em aumentar a concentração e o estado de alerta; por isso, se converteu em componente principal no café da manhã. Contudo ela possui alguns efeitos menos discutidos, incluindo a constrição das veias que pode ser boa para algumas doenças e dores de cabeça para algumas pessoas. Abertura dos alvéolos pulmonares (excelente para os asmáticos) e indução para que os depósitos de gordura liberam suas células na corrente sanguínea (ação magnífica antes do treinamento servindo para que seja utilizada como substrato energético). A cafeína também ajuda a potencializar o metabolismo, assim como mascarar a dor muscular durante o exercício.
Mas por que alguns meios informativos condenam a cafeína?
Um exemplo: um pesquisador afirmou recentemente:“ as bebida com cafeína podem contribuir para a obesidade”. É indiscutível que os pesquisadores chamem a atenção e cumpram muito bem seu serviço. No entanto, uma análise próxima do estudo revela a verdade dessa história. Os pesquisadores da Universidade de tecnologia de Nova Zelândia examinaram se as bebidas que continham sacarose e cafeína exerciam um impacto sobre o metabolismo. Concluíram afirmando que a cafeína podia acelerar a conversão e acumulo do açúcar em gordura – ao menos nas dez mulheres sedentárias do estudo. Sem duvidas, não era essa a intenção dos pesquisadores. Porque o problema não estaria na cafeína, mas na grande quantidade de açúcar presente na bebida esportiva.

Informações sobre a cafeína e quantidade nos produtos
Produto Cafeína (mg) Produto Cafeína (mg)
Café (225g) 100 Chá preto (225g) 40
Café expresso (56g) 63 Coca-cola (335g) 19
Red Bull (225g) 30 Chá verde (225g) 26
Coca- cola light (335g) 40 Chocolate quente (225g) 80

Qual quantidade de cafeína deve ingerir por dia e como devo tomar?
Beber café é uma coisa, mas grandes quantidades de açúcar e gordura (como no leite integral, açucares e nata) reduzem os benefícios dos antioxidantes presentes no café e a capacidade de potencializar a saúde. Ainda que muitas bebidas que contêm cafeínas possuam antioxidantes benéficos, tirar a cafeína da dieta não vale muito à pena. Deve-se levar em conta que a quantidade de cafeína presente nas bebidas depende de muitos fatores como: tipo de café ou chá, forma de tostar e modo de preparo. Um modo melhor de ingerir cafeína é por meio de um suplemento. Recomenda-se tomar 100mg a 300mg de cafeína anídrica (cafeína usada em suplementos), 1 a 2 vezes por dia, uma dose pela manhã e a outra 1 a 2 horas antes de treinar. Mas atenção: se ingerir cafeína no período da noite poderá sofrer transtornos do sono, dormindo menos e pior.
A cafeína pode provocar um ataque cardíaco?
Um estudo recentemente publicado em “Epidemiogly” assegura que tomar café pode aumentar o risco de ataque cardíaco. Mas em uma análise profunda, a notícia revela mais coisas. Primeiro, que o estudo não foi realizado em laboratório. Os pesquisadores entrevistaram 503 costarriquenhos que haviam sofrido um ataque cardíaco e perguntaram-lhes sobre seu consumo de café. Portanto, os resultados unicamente demonstraram uma associação entre cafeína e ataque cardíaco, como se a cafeína fosse à responsável. Uma questão muito simples para uma ocorrência tão complexa, não acha? Além disso, os pesquisadores deveriam ter perguntado o que comiam e o que bebiam, entre outras coisas, os enfermos antes de sofrerem os ataques. Finalmente é importante explicar a conclusão do estudo: os pesquisadores informaram que risco maior de ataque cardíaco era para aqueles que não faziam exercícios físicos. Essa é a realidade!
A cafeína desidrata?
A cafeína atua nos rins para aumentar o volume urinário e por isso é considerada um diurético. Porém, seu efeito é muito suave e não afeta a saúde das pessoas engajadas num treinamento. Um estudo publicado no “ International Jorrnal of Sports Medicine” comparou os efeitos das bebidas desportivas cafeinadas e descafeinadas sobre o exercício. Os resultados? Consumir cafeína não afeta o processo de hidratação.
Sobre seus aspectos positivos: algo que favorece meu cérebro pode potencializar meu treino? Numerosos estudos demonstraram que o composto da cafeína favorece na hora do treino e por isso é recomendado tomá-la antes de fazer exercícios. Muitos atletas a utilizam como um queimador de gordura. Como sabe, a cafeína faz com que a gordura acumulada se dirija para a corrente sanguínea, onde pode ser utilizada como fonte de energia. Assim como pode ser boa para o físico, também é para a resistência, como demonstram os pesquisadores coreanos do Institute of Elderly Healt, de Seul, ao darem cafeína para ratos e para seres humanos e os fazerem treinar até a exaustão. Em ambos os grupos aumentou-se a disponibilidade de gordura na corrente sanguínea e a resistência muscular. Durante o exercício o corpo começa a sentir-se fadigado quando baixam os níveis de glicose (glicogênio), um maior volume (tempo) de exercício pode ser realizado antes da fadiga. O estudo avaliou inclusive a capacidade da cafeína em aumentar a resistência de outras maneiras. Em 2003, o “Journal of Pain” publicou um estudo no qual foi comprovado que as pessoas que ingeriam doses elevadas de cafeínas uma hora antes de pedalar por 30 minutos em intensidade moderada,sentiram menos dor muscular, o que sugere poder treinar por mais tempo com qualidade física melhor.
Mas o exercício não só se refere à resistência, mas também ao tamanho dos músculos. A cafeína auxilia também nesse caso. Os pesquisadores da Universidade de Nebraska- Lincoln comprovou que indivíduos treinados poderiam realizar mais repetições com o mesmo peso (80% de 1 RM) tomando cafeína uma hora antes do treino. Finalmente, ingerir cafeína pode ajudar ainda na recuperação. Um estudo realizado na Escola de Esportes e Ciências do exercício da Universidade de Birmingham, Inglaterra, descobriu que os ciclistas que tomaram bebidas desportivas cafeinadas antes de treinar aumentaram notoriamente o metabolismo de carboidratos. No começo da atividade, alguns tipos de carboidratos não fazem bem, mas depois de um treinamento, é necessário incorporar esses carboidratos o mais rápido possível para potencializar os níveis de insulina, controlar o cortisol, recuperar o glicogênio muscular, e a cafeína parece acelerar esse processo.
O que vai acontecer com minha saúde?
A maior parte das pessoas evita a cafeína, que contém muitos compostos benéficos. Por exemplo, os antioxidantes, que lutam contra os danos produzidos pelos radicais livres que atacam as células. Estudo realizado na Nestlé research Center, na Suíça, descobriu que o café contém mais antioxidante que o cacau e os chás preto e verde. Mas a cafeína tem seus próprios benefícios para a saúde, sobretudo no cérebro, e os pesquisadores estão começando a imaginar como podem fazer proveito desta informação. Um estudo realizado no ano de 2005 na Universidade Austríaca de Innsbruck examinou o cérebro de varias pessoas depois de ter tomado café ou placebo. Os que receberam cafeína mostraram maior atividade e apresentaram melhoras na memória a curto prazo.
Estudo publicado há alguns meses na “Annals of Internal Medicine” descobriu que a cafeína pode reduzir notoriamente o risco de contrair diabetes. Em muitas pessoas, bastaram somente três xícaras de café para produzir essas vantagens, que também foram aproveitadas por quem ingeriu chá verde.
Avaliando todos os estudos podemos concluir que a Cafeína em doses moderadas não faz mal para saúde e sim só benefícios e os mais beneficiados são os praticantes de atividades físicas. Portanto você que toma seu cafezinho antes de treinar, pode continuar, pois estar no caminho correto.

Fontes: Prof. Maurício De Arruda Campos, diretor do depto. De Educação e Pesquisa IBBB, Prof. Bruno Neto, secretário- Geral CBC-M, Prof. Rodrigo Bertani, especialista em Fisiologia do Exercício- UFSCAR e Prof. Nilton Leite, Mestrado em reabilitação Neuro-motora e Especialista em Fisiologia do Exercício- UNIFESP.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: